Pesquisar neste blog
 
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
31


Arquivo
Mais comentados...
10 comentários
7 comentários
5 comentários
4 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
Links
Choose your language
Ana Filipa

Cria o teu cartão de visita
Meteorologia
Click for Lisboa, Portugal Forecast
Contador de Visitas
hospedagem de sites
hospedagem de sites
Número de pessoas online
Visitantes do Blog
Protected by Copyscape Web Plagiarism Check
Protected by Copyscape Web Plagiarism Check
blogs SAPO
subscrever feeds
Domingo, 29 de Agosto de 2010
Último dia de férias... (PARTE 2)

Depois de ter perdido uma grande parte do que já havia escrito, optei por dividir o post...

 

Ora uma das razões que talvez não me levariam a gostar de viver em Salzburg era o clima...

Aqui em Lisboa estavam 40ºC  e lá estavam 12ºC...

No dia seguinte já estavam 24ºC... 

 

Continuando...

Não era necessário procurarmos sempre os locais onde haviam sido rodadas algumas partes do filme "The sound of music"...

Ao passear por Salzburg encontrarmos esta fonte:

 

 

 

Recordam-se dela nesta parte do filme?

 

 

Como calhou ser Domingo um dos dias em que estivémos por Salzburg, eu e a minha mana fomos assistir à missa em Alemão!!!

 

Enquanto visitávamos a Catedral de Salzburg estava uma missa prestes a começar, então eu e a minha mana aproveitámos e balbuciámos a eucaristia em português para nós mesmas (com excepção das leituras).

Depois visitámos a fortaleza de Salzburg, Festung Hohensalzburg... subimos a mesma a algum custo, pois não quisemos pagar um balúrdio para a subir de teleférico.
Ao chegarmos ao topo vimos que o esforço valeu a pena pois podemos contemplar uma linda vista de Salzburg.
Esta é apenas uma das inúmeras fotos que tirámos a um dos ângulos que podiamos observar da fortaleza.
Vsitámos a fortaleza no seu interior e ficámos a conhecer a sua história. Quando descemos a fortaleza adiantei-me em relação ao meu pai e mana.
Ao esperar por eles contemplei um portão de um cemitério onde estavam a entrar e sair várias pessoas. Algumas fotografavam pois aquele cemitério mais parecia um jardim. Com o telemóvel tirei esta única foto:
Fez-me lembrar aquele sítio onde a família Von Trapp se abriga para "fugir dos Nazis".
Mas não tenho bem a certeza, pois ao ver o filme a cena parece que se passa num cenário...
Adiante... não muito longe dali encontra-se a Nonnberg Abbey.
Talvez a mesma até tivesse uma ligação ao tal cemitério que não estava aberta ao público.
Ora vejam se reconhecem:
Sim, exactamente a porta da Abadia onde estava "Maria".
Aqui está uma imagem de quando os filhos do Von Trapp vão ter com ela...
Como tinhamos carro à disposição, o meu pai optou por não "explorar" Salzburg a nível de museus como fez em Viena e optou por fazer vários programas à volta de Salzburg.

Primeiro fez-nos uma surpresa e sem sabermos para o que íamos subimos de teleférico uma montanha.

 

Algo assim:

Bem, ao olhar para baixo do teleférico eram só pedragulhos

 

 

À medida que o teleférico subia olhávamos para baixo e viamos as casas que haviam em redor cada vez mais pequeninas e a certo momento parecia que estava a olhar para a vizinhaça dos sims 3...

Vejam lá se não concordam comigo:

 

Lá em cima tínhamos vários trilhos que podíamos percorrer e contemplar a fauna e flora própria do local.

No entanto como a minha mana tem problemas asmáticos, ela não se estava a dar bem com a vegetação e a altitude. Como se não bastasse haviam uma data de aves que os visitantes faziam o favor de alimentar de forma a atrair a sua atenção...

Para quem não sabe a minha mana tem ORNITOFOBIA, ou seja pânico de aves. É mais pânico relativo ao esvoaçar da mesma. O medo dela em relação a aves é semelhante ao medo que eu tenho de uma barata, osga, lagartixa, etc...

 

 

 

Haviam muitas aves daquele tipo a sobrevoarem a montanha onde estávamos...

Tentei apoiar a minha mana... E de facto houve algo que nos distraiu...

 

EDELWEISS!!!!

 

 Recolhi várias flores que eu e a minha mana iamos encontrando...

Enquanto isso fui invadida por uma nostalgia enorme... recordei a música "Edelweiss" tocada pelo meu avô na flauta e apeteceu-me colocar um ramo daquelas flores minúsculas na sua campa...

 

(Recordem a música "Edelweiss" interpretada no filme The sound of music por Bill Lee, em vez de Christopher Plummer (capitão Von Trapp) aos 0:45:

 

Mas era impossível... embebi um guardanapo em água e coloquei à volta do pequeno ramo que recolhi...

No Hotel, coloquei-as dentro dum livro de modo a secá-las e ficar para sempre com esta recordação única e que tanto significava para mim...

 

 

Enquanto a entoação da música não saía dos meus ouvidos contemplei a linda paisagem que aquele local nos proporcionava:

 

 

Depois de lancharmos (não tínhamos almoçado) uma piza, apanhámos o último teleférico daquele dia que levava inclusive os funcionários que trabalham naquele local.  (já eram 17horas e já começava a querer escurecer)

 

No dia seguinte fui então à Alemanha... debaixo de terra... (calma que já passo a exlicar).

Aqui sim, foi o meu maior pesadelo... Acho que tenho uma espécie de claustrofobia... Mas não reagi assim quando visitei as grutas de Mira de Aire!!!

 

Ora Salzburg não tem este nome por acaso... a própria zona é rica em minas de Sal!!! Visitámos as minas de Sal da montanha Dürrnberg

 

Sim, agora entendem de onde deriva o nome, bem como o rio Salzach!

Devem estar a imaginar uma mina repleta de sal "culinário", mas não... nada disso...

O Sal aparece na sua forma pura... em forma de pedra...

 

 

Naquela mina se tocasse nas paredes e lambesse os dedos sabia a "sal" ou melhor os dedos ficavam salgados...

O sal liberta-se da forma de pedra, através da água que vai sendo gerada pela humidade existente na mina. O mesmo contribuiu para a valorização industrial da zona.

 

 

A partir daí percebi porque razão comia aquele pão salgadinho ao pequeno-almoço... hummm...

Como a mina era extremamente extensa e estavámos próximos da fonteira da Alemanha, chegámos mesmo a estar em território Alemão... Vai daí eu dizer que também fui à Alemanha.

Sabiam que Salzburg era uma cidade governada por Bispos que viviam na Fortaleza Festung Hohensalzburg?

O Bispo Wolf Dietrich von Raitenau foi o principal explorador "da riqueza" das Minas de Sal. As riquezas obtidas com a exploração de Sal permitiram edificar Salzburg. Foi ele que mandou construir o Palácio junto aos jardins de Mirabell (que mais tarde ofereceu a uma das suas amantes secretas, Salomé).

As minhas de sal eram muito grandes, tivémos que vestir umas roupas horríveis para proteger a nossa roupa da sujidade, humidade e frio.
Infelizmente o meu pai ficou com a foto que tirámos com aquelas vestes antes de entrarmos nas minas.
(é só para terem uma ideia... visto que nenhum de nós aparece na foto)
Que figuras...

Esta visita até podia ter sido interessante, divertida e estava bem organizada. Tinham "marionetas" que dialogavam entre si de forma a contar-nos a história e o desenvolvimento daquela mina.

 

 

Haviam escorregas de madeira gigantes que desciamos algumas vezes...

 

Mas eu estava aterrorizada porque estava fechada e não havia luz solar... e podia haver um desabamento de terra... e que fazer se as luzes se apagassem... era escuro em todo o lado... Parecia que ia ficar sem ar em qualquer momento... aliás comecei a pensar... e se o ar acaba??? E se estas paredes começam a deitar gases tóxicos???

Ok, isto sim foi o que eu passei durante 96 minutos... sim eu contei o tempo ao mais infimo promenor...

Afinal um mineiro havia morrido nas minas e o seu corpo ficou conservado durante anos devido ao Sal... O lindo foi que naquela época colocaram o pobre do cadáver exposto junto a uma Igreja e passado um bocado o cheiro era insuportável!!!

(O meu Inglês não está assim tão mal... a guia falou em Alemão, Inglês e Italiano... e eu apanhei isto tudo...)   (A minha mana se estiver a ler isto vai ter um ataque de riso)

 

Depois daquele suplício visitámos a reconstrução de uma aldeia Celta que havia naquela zona.

 

 

E depois rumámos a uma zona onde nos deslumbrámos com magníficas Cataratas.

 

 

Cataratas de Unterer wasserfall. Penso que wasserfall seja mesmo cataratas em Alemão, é que é parecido com Waterfall, cataratas em Inglês.

 

Era o último dia em Áustria... o meu pai estava muito cansado e com alguns problemas de saúde a nível de estômago... como adorei Salzburg propriamente dito, fui dar uma volta pela cidade a fim de me despedir da mesma.

 

Éramos para visitar alguns museus... mas o preço não era convidativo...

 

No dia seguinte fomos novamente até ao aeroporto de Viena com o carro alugado. Depois de o entrgarmos, apanhámos o voo com destino a... SUÍÇA...

Deram-nos os lugares da parte de trás do avião.

Mas fiz algo que raramento faço... contemplei as montanhas e espaços verdes da zona que pensei ser Salzburg...

E mais uma vez prometi a mim própria que havia de voltar a Salzburg...

 

Depois de uma seca no aeroporto na Suíça, o voo da Tap atrasou-se...

Apanhámos o avião de volta  Lisboa...

 

Nesta viagem a Austria, acabei de ler de um "trago" o livro:

 

(terminei no 2º dia em que estivémos em Viena)

E comecei:

 

 

O livro foi me oferecido pela minha mana, no ano passado no dia das Manas...

A intenção dela foi boa... e o resumo do livro até parecia que o livro ia ser giro... Mas não... está a ser uma seca...

É assim a história até é gira... mas está mal "escrito". A autora que me desculpe... mas não gosto dessa maneira de andar a saltar anos e a contar peripécias da vida das duas irmãs alternadamente... Há uma altura em que nós já não sabemos o que aconteceu a cada, quem namora ou vive com quem...

A história está dispersa... não está organizada... Tão depressa se reconta episódios de 1988 de uma das irmãs, como depressa já se está em 1993 a contar cenas da outra irmã...

Então houve um capítulo que terminou com o anúncio de uma gravidez "não desejada" de uma das irmãs e no outro capítulo já se passaram 5 anos e não há referência a filhos... Concluí que ela tivesse abortado... Não... gravidez ectópica (isto para aí cem páginas à frente).

Tem de haver um motivo para o qual o ande ainda a ler...

 

Ora terminado o relato sobre Áustria e depois de ter optado por "repartir" este post, devido ao facto de o mesmo conter muitas imagens e por estar constantemente a ir abaixo... chegou a altura de vos falar das férias do Algarve...

 

 

 

Curiosidades sobre Áustria:

- Aústria em austríaco disse-se Österreich;

- Em Viena existem inúmeras carroças puxadas por cavalos com travões e tudo! É uma sorte não pisar as poias destes animais;

- Nas entradas de metro não existem portas/cancelas que se abrem de acordo com a apresentação do bilhete de metro;

- Não encontrei qualquer referência relativa à 2ªGrande Guerra que vitimou bastante este país. Penso que ainda estão a ultrapassar um período traumático;

- Os carros param todos na passadeira para deixarem passar os peões;

- Antes de um semáforo ficar vermelho para as viaturas, o mesmo pisca 2/3 vezes ficando depois laranja e passando logo a vermelho. Os carros param antes de o semáforo ficar vermelho. Nenhum carro avança com o sinal laranja;

- A água de Áustria não presta... nem a de garrafa... melhor só gaseificada;

- Aos Domingos para ir à missa, muitas pessoas em Salzburg vestem o traje Austríaco;

- Nos cruzamentos, quando os carros devem avançar por iniciativa própria, eles permanecem parados a olhar uns para os outros...

- Utilizei o cartão de professora como cartão de desconto de estudante para entrar num museu. Perguntaram a idade e qual era o tipo de escola relativo ao cartão (Universidade, secundária..)... A pensar que dou aulas numa escola que também é de ensino Secundário, respondi "High School" ... (que burra e ao mesmo tempo tão esperta);

- Os Austríacos são demasiado "certinhos", respeitam as filas e horas de entrada em museus ao segundo;

- Os "hot-dogs" são servidos num prato, em que a salsicha esta fora do pão;

- Os Austríacos ou nunca ouviram falar de Portugal ou então associam logo Portugal a... futebol e Cristiano Ronaldo;

- Em Vienna a minha mana teve que ir à casa de banho pública, em plena zona central. Ao descer as escadas que iam dar para a casa de banho pública "subterrânea" ficou deslumbrada com o luxo e a beleza da casa de banho... Arrependeu-se por momentos por ter deixado a máquina fotográfica comigo pois queria tirar uma foto à mesma... Mas qual não é o espanto quando uma mulher lhe cobra cinquenta cêntimos por ir à casa de banho... Imaginam a minha mana... 0,5 euros para ir à casa de banho???? Digamos que ela nunca mais foi a uma casa de banho pública... a não ser a uma cuja foto está acima...

(...) vou acrescentando à medida que me for lembrando....

 

 

 

ALBUFEIRA

Ora era dia 16 de Agosto de 2010, eu, a minha mana e 2 amigos dela (Cátia e Pedro) rumámos para Albufeira!!!

Fui a conduzir!!!! :)

Sim, tive medo que me desse o sono... mas tomei um Red Bull e bebi um Capuccino de manhã...

Com a música de gozo para a Cátia, que a minha mana escolheu a viagem acabou por ser uma diversão...

Estava bem disposta e até comentei que assim a conduzir até para Madrid eu ia...

E estacionei o carro na garagem do Condomínio...

Ninguém entende isto... mas quem já lá esteve sabe que é uma proeza que nem todos conseguem!!!!

 

O meu carrinho... Está ou não está bem arrumado? Nem um risco fiz para o colocar ali...

Ora e passei uma excelente semana em boa companhia...

Fomos alternando entre quem fazia os jantares e o Pedro é de facto um excelente cozinheiro (não estou bem a revelar o nome dele).

Acho que o rapaz está mais que preparado para seguir restauração.

Fartámo-nos de ir à piscina do condomínio, onde faziamos inúmeras piruetas debaixo de água...

 

 

 

Na zona mais funda, lembro-me que tive cerca de uma hora a tentar mergulhar e a tocar com o "rabiosque" no fundo da piscina... Prometi que não saía dali enquanto não o fizesse... e não é que consegui???

 

Fomos um dia à praia e nem comento... recuso-me a comentar...   Que se passou com a água do mar que este ano estava que nem caldo??? Eu que vinha habituada ao gelo da água da Costa (que nem estava tão gelada como o habitual), entrei de rompante naquela água maravilhosa da praia dos Pescadores.

Sabe tão bem estar deitada na toalha, a sentir o sol a "acariciar" o rosto, ouvir a água do mar e sentir a frescura da água do mar ao cimo da pele que começa a secar...

 

À noite a minha mana e os amigos gostavam de jogar jogos de Tabuleiro... É engraçado que a geração da minha mana contactou pouco com estes jogos durante a infância/adolescência... A geração dela contactou desde cedo com os jogos electrónicos e não dispendeu o tempo que a minha geração dispendeu para estes jogos. Afinal eu fartava-se de jogar jogos de tabuleiro tipo Pictionary, Monopolio, Trivial Pursuit, etc... Era típico dos aniversários e mesmo das férias grandes...

 

Agora que eles já se "cansaram" de jogar jogos de consola, optam por estes jogos e acabam por divertir-se ainda mais...

Não é que eles já não apreciem as consolas e jogos de computador... eles ainda gostam, mas não monopolizam o gosto para as mesmas e procuram tirar o prazer de jogar jogos de Tabuleiro.  

 

 

Mas conforme é "praxe" fomos um dia à noite comer um gelado à gelataria "La Bamba" (desculpem a publicidade) na rua da Oura. Adoro aqueles gelados!

 

Mas fomos roubados...

Tenham sempre em atenção quando alguém vos trouxer por engano algo para a mesa, pois isso pode sempre aparecer debitado na conta...

Eu farta de saber isto e não aprendo! Se tivéssemos conferido a conta ou pago individualmente com dinheiro (mas não tínhamos trocado), esta confusão não surgia.

 

Noutras noites optámos por ver filmes como foi o caso do Bolt e o Disaster Movie.

 

 ...

 

 

 

Houve um dia em que fomos ao Slide&Splash...

Sem comentários...

Excelente! Divertido!

 

É como um Parque de Diversões aquático... só falta a montanha russa com o looping...

Repleto de adrenalina e emoção...

Factos engraçados e curiosos desse dia:

  • Mal entrámos queriam que tirássemos uma foto de grupo... mas com uma arara... A minha resposta: "-Com uma arara! Peço desculpa mas não, a minha irmã tem pânico a aves".
  • Tivémos imenso tempo numa fila de espera para uma diversão (1 hora e tal)... que afinal não era tão fixe quanto parecia... Era uma espécie de escorrega e perdia-se o balanço a meio. Na fila de espera um pessoal do norte estava a aranjar confusão porque havia gente a passar à frente, e era verdade... mas por pouco que não eram eles que nos passavam à frente...
  • Ao chegar à piscina (fase final da diversão), minha irmã caía pelo meio das boias gigantes sempre que estas eram precisas... ( e ela andava a gozar com as crianças franzinas e pequenas por causa disso)
  • Eu não queria ir ao "Black Hole" por ser escuro e por causa da minha reacção em Salzburg... afinal adorei a diversão... Ah a minha irmã ficou presa com a amiga e não conseguiam avançar no inicio... Inclusive não se agarrou quando a descida começou...

Black Hole:

(foto tirada do google)

 

  • Num escorrega em que se descia de bruços com um tapete que diminuia o atrito entre o escorrega e a nossa pele, ao cair na piscina o "tapete" foi projectado e o meu bikini cedeu tanto em cima como em baixo... acho que ninguém viu por causa do "splash"...

Era isto:

(foto tirada do google)

 

  • Quisémos andar em todas as diversões visto que pagámos 20 euros à entrada!!! E conseguimos mesmo a tempo...
  • Fiz um escândalo quando por segundos não cheguei a tempo de pedir comida numa "barraquinha" que fechou por ser horas de fechar o parque (eu estava esganada de fome). Disse que estava a ter uma quebra de tensão e que elas iam ser responsáveis se eu tivesse um acidente com as 3 crianças que estavam comigo (que crianças????)... Então deram-me água e pacotes de açucar (grrrr.... prometi a mim mesma que se alguma vez a passagem dos filhos delas dependesse por um milésima da minha parte como professora, que não contassem comigo.)
  • Vimos um guarda-sol que tinha um simbolo quase igual ao da empresa do meu pai. Ligámos-lhe e ele disse que era impossível pois não tinha mandado fazer guarda-sois a publicitar a empresa... Quando nos aproximámos vimos que apesar de o simbolo ser plagiado era referente a outra coisa;
  • A minha irmã tropeçava sempre nas escadas da piscina quando ía a sair;
  • O amigo da minha irmã perdeu o balanço nas pistas "brandas" e como tal colocou-se de bruços (posição proibida) e foi chamado à atenção com apitos;
  • Nas pistas "brandas" tinhamos tendência a ficar tortos e a minha irmã deu mesmo uma volta de 180º antes de cair na água;

Pistas Brandas:

(foto tirada do google)

  • Não sabia dar balanço nos escorregas com o auxílio da barra de ferro que nos auxiliava... mas consegui no último...
  • Deixámos os nossos objectos pessoais abandonados e tapados com toalhas enquanto nos divertiamos no parque (telemóveis de 500 euros, máquinas fotográficas, óculos de sol de 100 euros, etc... )
  • Sujámos as toalhas com terra por estarmos na relva. Colocámo-las na máquina de lavar roupa e usámos "OMO" como detergente... Mas o mais lindo é que no final as toalhas ficaram lavadas, mas traziam um brinde... umas cuecas pretas... presumimos que fossem das pessoas que lá estiveram a passar férias antes de nós;

Durante as férias confrontámo-nos com outras situações caricáticas como o facto de a minha mana na praia ir quase pisando um peixe dentro de água, quando ela tem pavor a que os peixes se aproximem dela...

 

Houve um belo dia em que estava na piscina num excelente colchão que estava na arrecadação do meu pai e que tivémos a ousadia de usar...

Estava a apanhar sol e estava-me a saber lindamente... até porque me vi grega para subir para o colchão...

Ah e tinha tampões nos ouvidos, visto que não me queria habilitar a ganhar 2 outites por causa de dar uns mergulhos...
Reparei que um velho lá do condomínio preparava-se para mergulhar numa ponta...
Afastei-me com o auxílio dos braços...
Mal me tinha afastado, o caramelo do velho aproxima-se da zona onde eu estava que era ao pé das escadas de entrada da piscina na zona mais funda... Voltei a afastar-me para sua "excelência" entrar na piscina...
O homem entrou na piscina e eu não ouvi bem, mas acho que ele pôs-se a refilar para mim (a minha irmã estava ao pé, mais a Cátia e por isso ouviram).
Começou a dizer que na piscina não se devia estar com boias e colchões...
Ora o senhor até podia ter as suas razões se eu fosse ÚNICA na piscina com colchão... A questão é que no outro canto da piscina haviam crianças e adultos com colchões e boias...
Eu fiquei a olhar para o homem porque como tinha tampões nos ouvidos... fiz de conta que não ouvi ou que nem me apercebi...
Claro que ao sair e ao passar pelo homem na relva, mandei a "boquinha", de forma indirecta, a dizer que não era a única com colchão/boia na piscina...
(que saudades...)
E agora vem o cómico do cómico...
Há uma regra qualquer do condomínio que afirma que durante a noite não se pode ir para a piscina. Ora a Cátia e a minha mana viram o tal velho a dirigir-se para a piscina durante uma noite...
Infantilidade  ou não, elas gritaram: "-À noite não se pode ir para a piscina".
Baixaram-se na varanda...
Para nosso espanto, o velho foi lá buscar uma boia/insuflável em forma de golfinho que havia ficado esquecido na piscina (devia ser dos netos).
A minha irmã não perdeu tempo e gritou da varanda: "Na piscina não se podem usar boias e colchões". E voltou a baixar-se...
Risota total...
No penúltimo dia de férias (na véspera de regressarmos), voltámos da piscina à tarde cheios de fome...  Como queríamos acabar com o resto da comida resolvemos lanchar "piza".
Retirámos as pizas congeladas do congelador e colocámo-las no forno...
O Pedro quis um pouco de gelado que só se conseguia comer se o "descongelassemos" um pouco no microondas...
Eu estava no pc, estava a ver tv e de repente, mal oiço o microondas a ligar-se... lá se foi a luz...
Bem que fomos ao contador, e o mesmo não tinha disparado por estranho que se pareça (até porque ao forno acrescia não só a TV, como o microondas e ar condicionado de dois quartos). Aquele contador nunca foi muito forte... e parece que resolveu dar mesmo o "berro" connosco...
Pelo telemóvel, o meu pai deu-nos autorização para chamar uma empresa de reparações... Felizmente o meu pc tinha bateria e eu tinha ligação à net...
Ligámos para o Lar24horas (desculpem a publicidade) e os mesmos informaram-me que dali a uma hora viria alguém resolver o problema.
Perguntei os preços e a primeira hora era 75 euros... as seguintes acresciam a 30€/hora mais o preço dos materiais.
Saí porta fora para ir levantar dinheiro...
Esperámos uma hora... ligaram-nos a dizer que estavam ligeiramente atrasados...
Esperámos... lembrei-me do frigorifico e congelador... as coisas do congelador poderiam estar a estragar-se bem como as do frigorifico...
A Cátia tinha feito um pudim especial... ao príncipio achei estranho porque tinha várias camadas... mas depois recordei-me que não podiamos esperar e tinhamos que comer o pudim antes que ele se estragasse no frigorifico...
 
(esta imagem foi tirada da net porque o pudim da Cátia era bem melhor)
Mal falei nisto, o pudim foi atacado por nós e depressa desapareceu...
Estava muito bom e é pena que não tenhamos uma foto do mesmo... Mas soube que nem "ginjas" afinal estávamos com fome...
O homem que ia reparar o contador apareceu basicamente 2 horas depois de eu ter ligado pela 1ªvez para o serviço Lar 24 horas...
Ele verificou o fogão e ao abrir o forno estavam ainda lás as pizas (que vergonha)

 

Mas conseguiu solucionar o problema que estava relacionado com o "desencaixe" de uma peça do contador (segundo percebi). Claro que o facto de o quadro estar em sobrecarga também não ajudou... Mas vá lá que tudo acabou bem e ele nem uma hora demorou com a reparação...

 

E lá pusémos então as pizas a fazer... só ligámos o forno... nada de computador, microondas, ar condicionado... nada!!! Para susto chegou...

 

No dia seguinte fizémos as malas, limpezas e regressámos...

 

Resumindo, foram umas excelentes férias... deu para ficar um pouco mais "tostadinha" e principalmente para relaxar...

 

 
(esta é uma dedicatória às nossas férias e que só os 4 entendemos lol)

 

 

 

Durante a viagem de regresso a minha mãe apanhou um susto de morte visto que houve um enorme acidente na A23 e estava preocupada com a nossa viagem. Já não foi tão boa porque choveu e tive que fazer uma condução mais cuidadosa...

 

 

 E foram estas as minhas férias que ao recordar revelam um saudosismo enorme das mesmas.

O importante é que as vivemos da melhor maneira possível e tirámos o maior proveito das mesmas...

 

Amanhã é dia de me apresentar ao serviço e aguardar com expectativa a publicação das listas de colocação de professores a nível nacional...

 

Depois lá para dia 13 de Setembro começam as aulas e eu já começo a recordar com saudades aqueles momentos em que íamos comprar material escolar... Cadernos/dossier novo, estojo, lapiseira, borracha, separadores, etc...

Parece que o inicio do ano tinha uma magia característica que sinto falta...

 

Mas que me posso queixar?

Tenho o quarto remodelado... não tenho material escolar novo, mas tenho secretária nova e  nova organização de espaço...

Bem para quem prometia deixar de fazer post's grandes... acho que exagerei um pouco...
Portanto até amanhã .... que já vos devo trazer novas sobre o Concurso Nacional de Professores...

Gostam?

 

 


I feel: Nostálgica
Estou a ouvir...: Edelweiss

Publicado por... anynhasblog às 20:55
Link do post | Comments... | Adicionar aos Favoritos
 O que é? |  O que é?

1 comentário:
De Alice a 12 de Setembro de 2010 às 20:49
Eu gostar, gosto mesmo é de broa...


Comentar post

Um pouco sobre mim...
Posts recentes

30 de dezembro 2013